domingo, 20 de abril de 2008

Hiperultramegaligadão, cara

Impressiono-me com o poder da informática. Basta ligar alguns cabos, apertar alguns botões e o mundo, com quase toda sua vastidão, abre-se em fachos de luz coloridas que saltam de telas de cristal líquido com módicos centímetros de espessura. Sendo que pode-se até preterir os cabos. Com uma bateria e conexão wireless, para que atar-se ao temeroso passado dos fios empoeirados decorando a parede do quarto?

É tudo muito simples. Um navegador e muita curiosidade podem levar a paragens de grande curiosidade. São muitas informações compiladas, reunidas e hiperligadas pelo Google (que já pensa por você, mané!) capazes de unir papai noel a bomba atômica com muita lógica. Isso sem falar no orkut, fotologs, blogs e congêneres. O hiperlink extrapolou o virtual e já atua conectando pessoas ao redor do mundo de forma bastante real.

Parece sem limites. Quanto mais se navega em mares virtuais, mais parece que há o que se ver e descobrir. No entanto, para a salvação do mundo, real ou virtual, e de nossa capacidade cognitiva, esbarramos em limites, palavra própria e conceito inerente a tudo que é deste mundo: uma página 404. Fim da linha, meu amigo!

7 comentários:

:: carol monti :: disse...

olás! ... fico aqui até junho ... no total serão 10 meses away from home! ... e sem esse maravilhoso mundo virtual ... hiperlinks ... IMs ... orkuts ... blogs ... eu estaria explodindo de saudades! ... ok, ok ... estou morrendo de saudades anyway, mas ajuda muuuuito! ...

mas desanima um "Bad bad server. No donuts for you".

definitivamente eu estou hiperultramegaligadona!

bjo

Carlos Wilker disse...

Bad bad server. A página não pode ser exibida. Conexão nula ou limitada.
E eu vou ali, pegar mais um café. Pra que santo a gente reza numa hora dessas?

John from cincinnati disse...

o bom da internet é poder saber oq os outros pensam e poder pesquisar e discutir sobre todos os assuntos!

Pedro Favaro disse...

Server out.

Nada no mundo irrita mais.

Lex disse...

Bem, Wilker, quando o Santo Google e a Santa Wiki não resolvem seu problema... não há mais para quem apelar a não ser para os alfarrábios sânscritos trancafiados na biblioteca do Vaticano. Tenta entrar lá!

Hey John, você num tem blog pra gente ler não?! Seja bem-vindo!

Dr. Fávaro, têm coisas que irritam mais, ah se tem!

Gustavo disse...

Você navega pela internet pra num precisar sair de casa. Mas é melhor com um notebook, que você pode levar pra qualquer lugar.

Esses paradoxos me enlouquecem, preciso de rum.

Anônimo disse...

A internet nos proporciona uma variedades de coisas, basta somente um clique, e pronto!
e nos deixa "hiperultramegaligadão"

muito tri o teu blog.

convido-te a visitar o meu: Aquelas Estórias