quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Despojos

Vou me converter.
Raspar o cabelo,
vestir branco,
usar sandálias.

Entrarei para um mosteiro,
devotarei minha vida a um deus,
acordarei cedo para as preces matutinas.

Lavrarei a terra,
batizar-me-ei.
Jejuarei ao longo dos dias,
alimentar-me-ei ao pôr-do-sol.

Agradecerei e louvarei
pelas flores e pelos grãos,
pelo calor e pela chuva,
pelo ocaso e pela aurora,
pelo fogo e pelo ar.

E assim, envolto em
simplicidade e equilíbrio
viverei
com o pouco que me basta.

4 comentários:

Anônimo disse...

Vi o link de seu blog no blog de theo. E resolvi ampliar nossos contatos para além do orkut. Parei aqui, gostei do que li, e resolvi comentar. Aliás, isso aí dá até música! Adorei.

beijos!

Martín disse...

quem o autor?

sidnei disse...

Quando eu crescer tb quero ser assim... mas talvez precise esperar um pouquinho (tipo assim, pela próxima encarnação...)...

Gilson disse...

Lex

Fantástico, é de sua autoria?