quinta-feira, 12 de junho de 2008

Amanhã é dia de Santo Antônio

Então amanhã é dia de Santo Antônio, tem missa na Catedral, bênção e distribuição dos pães, muita gente rezando e agradecendo e, além do mais, é feriado. Simpático esse santo. Fui criado para admirá-lo e somos mezzo xarás. Minha mãe, no desespero de engravidar, se pegou na reza com Tõin e depois que ela, enquanto brasileira e católica não-praticante, desistiu, eis que surjo. Uma homenagem justa, afinal foi a única pessoa que ela teve a paciência de esperar até que tomasse alguma decisão.

Santo Antônio era português, de Lisboa, mas viveu e morreu na região de Pádua, na Itália. Lá tem um santuário erguido em sua homenagem onde sua língua, única parte de seu corpo que não se decompôs, fica exposta aos curiosos. É interessante observar como que o catolicismo louva a morte. Da língua de Santantônio até a cruz, os símbolos da Igreja são claras referências ao derradeiro fim. E dia desses, Gusta sabiamente alertou: "imagina se ao invés de louvarmos o filho de Deus morto, louvássemos o filho de Deus vivo". E desse dia em diante minha vida mudou.

Seguidor de São Francisco, nosso amigo aí do post foi pregador também na África. Um belo dia, em regresso à Itália, o barco que o transportava acidentou-se na costa da Sicília e, junto com seus amigos de empresa, ficou alguns dias vagando por lá até ser achado. E sabe quem era um dos amigos do Santo? Fibonacci! Aquele maluco matemático que criou uma seqüência numérica muito doida de onde veio o número áureo, o preferidinho de Deus na arquitetura da natureza.

Só que a vida do gajo não pára por aí. Enquanto Fibonacci trazia do Oriente Médio o número zero para a Europa, revolucionando, assim, a contabilidade e o cálculo dos juros pelos usurários, Santo Antônio fazia o contrário. Utilizando o dom da oratória, convencia o povo a lutar contra a tirania dos agiotas ao dizer que maior tesouro carregava consigo, o que era verdade, ... mas não era tão rápido que trazia a riqueza desejada pelos homens. Talvez seja por isso que minha mãe tenha agüentado esperar.

O fato é que tão querida personagem povoa hoje o imaginário de muitos povos, sendo um dos santos mais famosos no Brasil. Exemplo de sabedoria e virtude, Fernon Martin di Bulhon y Tavera Azeyedo de batismo, Santo Antônio de canonização, é um sujeito muito gente fina de quem eu gosto bagarai!

3 comentários:

Theo disse...

Santo Antônio obviamente é carente. Basta parar de rezar pra ele que ele realiza os desejos querendo de volta a atenção.

Delicioso texto. Lembra infância, não sei porque...

Mr.Carey disse...

hehehehehhee... eu ia falar do GRES, mas tipo, nao da pra ser num post relacionado a Santo Antonio, ne? Seria uma blasfemia... Okay, manda o proximo post, que dai eu faco meu ccomentario completo

Raven disse...

Bem, além de Santo Antônio, o dia 13 de junho também traz em si o advento de dois personagens ilustres, um extremamente, outro um pouco menos mas também muito bem vindo (modéstia à parte): Fernando Antônio Nogueira Pessoa e o Expresso Hogwarts, que completa 5anos!!